quinta-feira, 18 de março de 2010

Escrever sem parar

Ontem divertimo-nos muito na nossa sessão de Detectives de Palavras.

Os detectives tiveram de escrever um texto em três minutos! Qual era o tema? Tudo o que lhes passasse pela cabeça, claro! Tinham de escrever mesmo mesmo tudo! Até coisas disparatadas!

"O meu irmão é um palhaço engraçado e que tem o nariz empinado para o lado. Gosta de ir ao circo. A malita e o nariz foram almoçar....tem e não tem sentido... Ai professora! Ai professora! Ai! Não posso cantarolar!"
Detective Marly Andrade

"Era uma vez uma menina que gostava muito de cantar. Um dia uma amiga perguntou-lhe se queria entrar num grupo para cantar músicas. Já não tenho mais ideias... E ela aceitou. Ela tinha alguma vergonha mas conseguiu cantar em frente às amigas e era a melhor. Elas treinaram e cantaram a música da Pocahontas! Ai, dói-me a mão..."
Detective Selena Pinto Pereira


"Era uma vez uma astronauta chamada Corina e fez uma viagem a Marte e viu ET's e depois foi para o seu planeta, o planeta das flores onde as pessoas fazem e vestem-se de flores como tais: jasmim, papoila, tulipa, girassol, violeta, etc."
Detective Aramina Magalhães


"Eu e a Carolina estamos a fazer aulas de canto e está muito giro porque parecemos professoras a sério, a ensinar as nossas amigas a cantar bem...pensa pensa...Já sei! A Diana canta bem, a Marta mais ou menos, a Ana, que a professora não conhece, canta um bocado mais ou menos... Ai, a minha mão dói."
Detective Ema Pinto Pereira


"Era uma vez vez uma menina chamada Marta. Tinha ido ao Egipto. Lá viu uma múmia e um elefante estátua. Depois caiu na areia e a múmia acordou e foi atrás dela. O que eu hei-de fazer...não tenho ideias!"
Detective Mariana Torreira

"Era uma vez um leão que tinha uma doença. Era encarnado!! Um dia, tinha um primo em África que era o leão azul e o outro na Bélgica que era o leão amarelo. Eles os três eram amigos e foram a um parque biológico em que as plantas cresciam de trinta em trinta segundos. Então os três leões levaram uma para mostrar aos avós. De seguida, atravessaram um lindo rio e pescaram peixes enormes"
Detective Igor Matos

"Era uma vez um menino chamado Henrique que era vampiro. O Henrique gostava de beber sangue e só caminhava à noite. O Henrique só gostava de beber sangue. O Henrique só bebia sangue porque queria ter o máximo de mordidelas de sangue."
Detective Henrique Ferreira


"Os mosquitos estão a dizer palavras uns aos outros sem pensarem no que estão a dizer. Os bifes estavam num banco quando viram as galinhas e eles começaram a correr para a farmácia e tomaram penicilina. As plantas que estavam na praça a comer begónias enquanto estavam a cantar um fado com os cães de loiça e eles diziam que estavam a"
Detective Rodrigo Soares

"Era uma vez uma família de vampiros. A família de vampiros eram quatro. O pai chamava-se Leonardo, a mãe chamava-se Joana, a filha mais nova chama-se Sofia e o filho mais velho chamava-se João Lucas. O pai tinha 43 anos, a mãe tinha 42 anos, a Sofia tinha 19 anos e o João Lucas tinha 23 anos."
Detective Matilde de Castro

E vocês Detectives de Palavras do Mundo inteiro, não querem experimentar escrever sem parar? Podem fazê-lo nos comentários ou enviem-me um e-mail para detectivesdepalavras@hotmail.com!
Não se preocupem com o facto de às vezes não ter lógica!! Venham divertir-se a escrever!

10 comentários:

  1. Os meus aprendizes de Detectives de Palavras começaram o seu treino no mundo das letras

    Toca a lutar contra o bicho que prende a vossa imaginação!

    Um grande abraço
    Detective Anselmo Pocinhas

    ResponderEliminar
  2. Bom trabalho Detectives de Palavras :)

    Continuem :)

    ResponderEliminar
  3. Os textos do Rodrigo Soares e da Selena Pinto Pereira estão bué da fixes!!!
    A ideia dos mosquitos está original!!!
    IGOR MATOS

    ResponderEliminar
  4. Os textos do Igor Matos e da Matilde de Castro estão excelentes
    MARINA SOARES

    ResponderEliminar
  5. Olá
    Estou a adorar a vossa imaginaçao e criatividade, continuem ... pois estão todos de parabens.
    bjs Paula

    ResponderEliminar
  6. Caro Detective Anselmo Pocinhas,
    pelo que vejo esta a fazer um excelente trabalho com os seus detectives, continue!

    Paula Pinto

    ResponderEliminar
  7. Os detectives estão de parabéns pela forma como responderam ao desafio proposto pelo detective Anselmo Pocinhas. Continuem a deixar a vossa imaginação e criatividade fluir através de um lápis e uma folha de papel.
    C.R.

    ResponderEliminar
  8. os textos em qe falam de mosquitos e outras ideias disparatadas estão bué da fixes!!!
    As outras ideias dos outros textos estão rasuáveis. Houve alguns que se destacaram mais.

    ResponderEliminar
  9. entao setora qundo e que poe o meu texto no site.
    Responda.
    IGOR MATOS

    ResponderEliminar
  10. Olá Igor Matos, eu já coloquei o teu texto aqui...deves estar a ver uma página antiga do blogue. Clica na imagem superior do blogue "Detectives de Palavras". O teu texto está na página inicial! Vai lá ver... :D

    ResponderEliminar